Como evitar alimentos que machucam seu intestino?

Você pode evitar melhor os alimentos que machucam seu intestino
Em última análise, evitando alimentos nocivos, concentrando-se nos bons alimentos e identificando alimentos que podem agravar os problemas existentes, você pode evitar melhor os alimentos que machucam seu intestino.

O intestino humano, também conhecido como trato gastrointestinal (GI), é a estrutura dentro do corpo pela qual os alimentos se movem. Em vários pontos, ele digere alimentos, extrai nutrientes e forma resíduos. Como as pessoas consomem uma grande variedade de alimentos, às vezes encontram alimentos que agravam ou machucam seus intestinos. Em última análise, evitando alimentos prejudiciais, concentrando-se em alimentos bons e identificando alimentos que podem agravar os problemas existentes, você pode evitar melhor os alimentos que machucam seu intestino.

Parte 1 de 3: eliminando alérgenos e alimentos não saudáveis

  1. 1
    Fique longe de alimentos altamente processados. Os alimentos processados contêm aditivos e conservantes que podem causar problemas no sistema digestivo. Ao evitar alimentos processados, você não apenas ajudará a garantir um sistema digestivo saudável, mas provavelmente se sentirá melhor. Alimentos processados comuns incluem:
    • Biscoitos
    • Biscoitos
    • Salgadinhos
    • Cortes frios
    • Salsicha
    • Refeições para micro-ondas
    • Carnes processadas, como salsichas, cachorros-quentes e frios, que contêm nitratos e nitritos
  2. 2
    Reduza o consumo de alimentos que contenham gorduras trans ou gorduras saturadas. Esses alimentos podem perturbar o equilíbrio bacteriano no intestino e prejudicar a saúde digestiva, danificar o revestimento intestinal e aumentar a chance de câncer no trato digestivo.
    • Evite ou limite o consumo de alimentos que contenham gorduras trans e gorduras saturadas, como alimentos fritos ou laticínios.
    • Concentre-se em alimentos que contêm gorduras mono ou poliinsaturadas. Alguns exemplos desses alimentos incluem peixes, nozes, soja e espinafre.
  3. 3
    Esteja atento a alimentos contaminados. Alimentos inadequadamente preparados que foram contaminados também podem causar problemas para sua saúde digestiva e intestinal. Sem uma preparação adequada, você pode introduzir bactérias prejudiciais ao intestino e desenvolver condições potencialmente problemáticas, como gastroenterite bacteriana (intoxicação alimentar). Tenha certeza de:
    • Evite aves que tenham sido manuseadas ou armazenadas incorretamente. Por exemplo, evite frango se não tiver sido armazenado em recipientes herméticos e refrigerado a 4°C ou menos (4,4°C).
    • Siga as datas de validade para alimentos.
    • Fique longe de alimentos preparados em condições pouco higiênicas. Por exemplo, uma cozinha pode não ser higiênica se facas de corte, tábuas de cortar e objetos semelhantes não forem lavados com sabão e água quente após o uso.
    Uma lista de alimentos que você deve evitar
    Por exemplo, eles podem compilar uma lista de alimentos que você deve comer e uma lista de alimentos que você deve evitar.
  4. 4
    Cozinhe a carne corretamente. Carne mal cozida pode introduzir bactérias perigosas em seu intestino. Por isso, certifique-se sempre de evitar carnes mal cozidas.
    • Bife, vitela e cordeiro devem ser cozidos a pelo menos 63°C
    • A carne de porco deve ser cozida a 71°C
    • Carne moída deve ser cozida a 71°C
    • Aves devem ser cozidas a 74°C
    • O peixe deve ser cozido a 70°C
    • O marisco deve ser cozinhado a 74°C
  5. 5
    Reduza o consumo de álcool. O álcool afeta negativamente o trato digestivo e gastrointestinal de várias maneiras. Não só pode reduzir a eficácia do esfíncter esofágico inferior (a abertura que separa o estômago do esôfago), mas também ajuda a aumentar os níveis de ácido no estômago.
    • Um esfíncter esofágico inferior com funcionamento inadequado pode permitir que ácidos e alimentos voltem para o esôfago, causando azia e refluxo ácido, ou DRGE.
    • A maioria dos adultos não deve consumir mais do que uma ou duas bebidas alcoólicas por dia.
    • Abstenha-se completamente de álcool se tiver uma doença ou distúrbio digestivo grave.
  6. 6
    Abster-se de alimentos que possam conter mercúrio. O mercúrio é uma toxina que pode prejudicar o trato digestivo e causar outros problemas graves de saúde. Infelizmente, o mercúrio é relativamente comum devido à poluição industrial. Ao tentar evitar o mercúrio, lembre-se de que:
    • O mercúrio pode inibir a produção de enzimas importantes que ajudam o sistema digestivo e o corpo a funcionar normalmente.
    • O mercúrio pode matar ou prejudicar a capacidade de bactérias boas crescerem em seu intestino.
    • O consumo de mercúrio pode resultar em dor abdominal, DII, úlceras, diarreia e indigestão.
    • Os alimentos que contêm mercúrio incluem: frutos do mar, ovos de pato, proteína em pó e óleo de peixe.
  7. 7
    Evite lactose, se você for intolerante. A lactose é um açúcar comumente encontrado em laticínios. Pessoas com intolerância à lactose têm sistemas digestivos incapazes de quebrá-la. Como resultado, a lactose segue para o cólon, onde causa uma variedade de problemas. Se você é intolerante à lactose:
    • Fique longe de laticínios como leite e manteiga.
    • Considere tomar um medicamento que ajude seu corpo a lidar com a lactose e seus sintomas. Um produto comum é Lactaid.
    • Adote uma dieta sem laticínios, se possível.
    • Consulte seu médico se tiver dúvidas sobre a lactose e sua saúde digestiva.
    Às vezes encontram alimentos que agravam ou machucam seus intestinos
    Como as pessoas consomem uma grande variedade de alimentos, às vezes encontram alimentos que agravam ou machucam seus intestinos.
  8. 8
    Fique longe do glúten, se você for intolerante ao glúten ou tiver doença celíaca. O glúten é outro alérgeno que causa problemas digestivos em pessoas alérgicas a ele. Se você for intolerante ao glúten, ele pode danificar seu intestino delgado.
    • Os sintomas comuns de doença celíaca ou intolerância ao glúten incluem diarreia, vômitos, dor de estômago e fadiga.
    • O glúten é encontrado em muitos grãos, como trigo, cevada, centeio e aveia.
    • Coma grãos sem glúten e amidos, como arroz, milho, soja e batata.
    • Concentre-se em frutas, vegetais, carnes e laticínios.
    • Procure alimentos rotulados como "sem glúten" ou "amigável ao glúten".

Parte 2 de 3: alimentação saudável

  1. 1
    Concentre-se em frutas e vegetais frescos. Alguns dos melhores alimentos que você pode comer são alimentos frescos que ajudam a manter o equilíbrio das bactérias em seu intestino. Ao comer alimentos frescos que não contenham conservantes, sal e açúcar, você manterá um intestino saudável e equilibrado. Focar em:
    • Alimentos frescos ricos em fibras. Isso é importante porque a fibra ajuda na digestão. Ao escolher alimentos frescos ricos em fibras, considere espinafre, couve-flor, cenoura, maçã ou brócolis.
    • Vegetais verdes e amarelos. Esses vegetais contêm beta-caroteno, flavonóides, licopeno e mais nutrientes que promovem a saúde digestiva.
    • Sucos de frutas frescas sem adição de açúcar ou adoçantes.
  2. 2
    Consumir probióticos. Os probióticos são bactérias boas que ajudam a manter seu intestino saudável e equilibrado. Sem probióticos, seu intestino não funcionará bem, não será capaz de quebrar os alimentos e será um lugar onde as bactérias ruins podem se desenvolver. Fontes comuns de probióticos incluem:
    • Iogurte
    • Queijo envelhecido
    • Tempeh
    • Missô
    • Kefir
    • Chucrute
  3. 3
    Coma muitos prebióticos. Os prebióticos são um tipo de carboidrato que promove o crescimento de bactérias boas no intestino. Ao consumir prebióticos, você fornecerá combustível para bactérias boas e ajudará a criar um intestino equilibrado e saudável. Alguns alimentos que contêm prebióticos incluem: [[Image: Avoid Foods That Hurt Your Gut Step 12.jpg | center]]
    • Espargos
    • Bananas
    • Cebolas
    • Alho
    • Repolho
    • Feijões
Alimentos inadequadamente preparados que foram contaminados também podem causar problemas para sua saúde
Alimentos inadequadamente preparados que foram contaminados também podem causar problemas para sua saúde digestiva e intestinal.

Parte 3 de 3: identificando problemas e abordando questões médicas

  1. 1
    Mantenha um diário do que você come. Ao anotar o que você come e como se sente depois disso, você será capaz de identificar quais alimentos prejudicam seu intestino. Sem saber quais alimentos afetam negativamente seu sistema digestivo, você não será capaz de tomar medidas para melhorar sua saúde digestiva.
    • Escreva o que você come em cada refeição.
    • Faça um registro de quando você teve efeitos negativos após comer, como inchaço, gases, diarreia, náusea, indigestão ou dor de estômago.
    • Examine seu diário em busca de tendências. Por exemplo, anote se você tiver indigestão ou outros problemas que refletem problemas de saúde intestinal após consumir produtos à base de tomate ou frutas cítricas.
  2. 2
    Consulte seu médico. Seu médico o ajudará a descobrir exatamente quais tipos de alimentos podem ser prejudiciais para seu intestino e trato digestivo. Sem falar com um profissional médico, você não estará trabalhando com todas as informações de que precisa.
    • Considere consultar um gastroenterologista ou outro especialista em saúde digestiva se tiver dúvidas sobre sua saúde e dieta. Você também pode consultar um médico especialista em Medicina Funcional, que se concentra em descobrir a causa subjacente de uma doença.
    • Seu médico irá examiná-lo e fazer perguntas sobre seus sintomas. Por exemplo, informe-os se sentir náuseas ou dores de estômago frequentes.
    • Se eles suspeitarem que você tem problemas digestivos sérios, podem fazer diagnósticos como uma endoscopia digestiva alta - um procedimento que permite ao médico examinar seu sistema digestivo superior.
    • O médico pode fazer exames de sangue para ter uma ideia de sua saúde geral.
    • Pessoas que foram diagnosticadas com doença inflamatória intestinal, doença de Crohn, colite ou problemas digestivos semelhantes devem ter cuidado especial com alimentos que perturbam o trato digestivo.
  3. 3
    Fale com um nutricionista nutricionista registrado (RDN). Existem diversos profissionais especializados em saúde nutricional e digestiva que poderão orientar você, mas o RDN ou o médico podem fazer um plano alimentar específico, o nutricionista não. Um RDN também foi credenciado pela Academia de Nutrição e Dietética. Ao falar com um profissional, você contará com a experiência substancial de alguém que dedicou sua vida à saúde nutricional.
    • Um nutricionista poderá avaliar sua saúde geral e dieta. Por exemplo, eles farão perguntas sobre os sintomas associados a problemas digestivos, como indigestão, dor de estômago ou diarreia. Eles também coletarão informações básicas como altura, peso e índice de gordura corporal.
    • Eles elaborarão um plano alimentar ou nutricional para você seguir. Por exemplo, eles podem compilar uma lista de alimentos que você deve comer e uma lista de alimentos que você deve evitar.
Isenção de responsabilidade médica O conteúdo deste artigo não pretende ser um substituto para aconselhamento, exame, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Deve sempre contactar o seu médico ou outro profissional de saúde qualificado antes de iniciar, alterar ou interromper qualquer tipo de tratamento de saúde.
Artigos relacionados
  1. Como peidar baixinho?
  2. Como curar seu intestino?
  3. Como aliviar a dor na vesícula biliar?
  4. Como reconhecer os sintomas da hepatite B?
  5. Como parar a diarréia crônica?
  6. Como relaxar o estômago?
FacebookTwitterInstagramPinterestLinkedInGoogle+YoutubeRedditDribbbleBehanceGithubCodePenWhatsappEmail