Este site usa cookies para analisar o tráfego e para personalização de anúncios. Ao continuar a navegar neste site, você indica que aceita o uso de cookies. Para mais informações visite nossa Política de Privacidade.

Como melhorar a azoospermia?

Enquanto a azoospermia não obstrutiva geralmente é tratada com terapia hormonal
A azoospermia obstrutiva é tratada cirurgicamente, enquanto a azoospermia não obstrutiva geralmente é tratada com terapia hormonal.

A azoospermia, ou a ausência de espermatozóides no sêmen, pode fazer com que a concepção pareça impossível para você e seu parceiro. Felizmente, existem tratamentos que podem tornar a gravidez natural uma possibilidade real. O primeiro passo para melhorar a condição é determinar se é devido a uma causa obstrutiva ou não obstrutiva. A azoospermia obstrutiva é tratada cirurgicamente, enquanto a azoospermia não obstrutiva geralmente é tratada com terapia hormonal. Se as tentativas de tratamento forem malsucedidas, você ainda poderá extrair espermatozóides viáveis para fertilização in vitro. Para sua melhor chance de sucesso, escolha um urologista experiente especializado em fertilidade e microcirurgia.

Método 1 de 3: determinação da causa

  1. 1
    Descubra se você tem azoospermia obstrutiva ou não obstrutiva. O primeiro passo para tratar a azoospermia é visitar um urologista ou especialista em fertilidade. Eles podem ajudá-lo a descobrir se sua condição é obstrutiva ou não obstrutiva. Ambos os tipos de azoospermia podem ser facilmente tratáveis, mas as opções de tratamento variam amplamente:
    • A azoospermia obstrutiva, na qual há um bloqueio no trato reprodutivo, pode ser tratada cirurgicamente. A fertilização in vitro também pode ser uma opção.
    • A azoospermia não obstrutiva pode estar relacionada a um desequilíbrio hormonal e ser tratada com hormônios orais ou injetáveis. Se os hormônios não são os culpados, a condição subjacente deve ser diagnosticada e tratada.
    • Outras causas de azoospermia não obstrutiva incluem anormalidades genéticas (como deleção do cromossomo Y), aumento das veias (varicocele), medicamentos, quimioterapia e uso de drogas recreativas.
  2. 2
    Faça exames de sangue para diagnosticar as causas subjacentes. Para tratar a azoospermia, seu médico precisará entender o que está causando sua condição, para que possa tratar o problema subjacente. Uma amostra de sangue pode ser coletada para determinar se há um componente genético ou hormonal em sua azoospermia.
  3. 3
    Analise duas amostras de esperma. Peça ao seu urologista ou especialista em fertilidade para analisar duas amostras em dois momentos diferentes. Esses testes determinarão o número de espermatozoides móveis viáveis que a amostra contém.
    • Os testes ajudarão a descartar outros problemas, como baixa motilidade ou baixa contagem de espermatozoides (em oposição à falta de esperma, que ocorre na azoospermia).
    • O teste de duas amostras ajudará a explicar a variabilidade natural do seu corpo.
    Para detectar azoospermia obstrutiva
    Para detectar azoospermia obstrutiva, seu médico precisará tirar algumas imagens de seu interior.
  4. 4
    Faça um ultrassom, ressonância magnética ou tomografia computadorizada. Para detectar azoospermia obstrutiva, seu médico precisará tirar algumas imagens de seu interior. Eles farão uma ultrassonografia, ressonância magnética ou tomografia computadorizada de seu sistema reprodutor e procurarão quaisquer anormalidades. Não há necessidade de se preocupar, pois todos são procedimentos fáceis e indolores que ajudarão seu médico a encontrar o melhor tratamento.
    • O tipo de exame de imagem dependerá das preferências do seu especialista e da cobertura do seu seguro. Para verificar sua cobertura, entre em contato com sua seguradora e pergunte se um procedimento é coberto ou se requer aprovação prévia.
  5. 5
    Discuta seu histórico médico com seu médico. Seja aberto e honesto com seu médico. Eles querem dar-lhe o melhor atendimento possível! Informe-os sobre os medicamentos, mesmo sem receita, que você toma regularmente, sobre quaisquer drogas recreativas que usa, se você já teve uma infecção sexualmente transmissível e se já recebeu quimioterapia ou radioterapia.
    • Se você tem fibrose cística, pergunte se você pode ter uma deformidade congênita relacionada que afeta o trato reprodutivo. Cerca de 95% dos homens com fibrose cística têm uma deformidade do trato reprodutivo congênito.

Método 2 de 3: tratamento de azoospermia obstrutiva e não obstrutiva

  1. 1
    Pare de tomar um medicamento ou droga recreativa. Se você toma um medicamento que interfere na produção de esperma, peça ao seu médico para ajudá-lo a encontrar uma alternativa. Se você usa drogas recreativas, tente parar de usá-las. Embora a quimioterapia e a radioterapia possam interferir na produção de esperma, o sistema reprodutor geralmente se recupera dois a três meses após o tratamento.
    • Nunca pare de tomar medicamentos prescritos sem falar primeiro com seu médico.
    • Faça a análise de seu esperma novamente cerca de três meses após trocar de medicação, interromper o uso de drogas ou terminar a quimioterapia ou radioterapia.
  2. 2
    Faça a correção cirúrgica de uma obstrução. Se o seu especialista rastrear um bloqueio, há grandes chances de ele ser reparado cirurgicamente sem complicações. Dependendo da localização da obstrução, seu urologista pode realizar um de dois procedimentos:
    • Microcirurgia, que envolve uma pequena incisão usada para reparar as partes que conectam os testículos ao resto do trato reprodutivo.
    • Cirurgia endoscópica, que envolve um pequeno tubo flexível usado para reparar a uretra e o ducto ejaculatório.
  3. 3
    Tome hormônios para tratar a azoospermia não obstrutiva. Os exames de hormônio e sangue podem detectar um desequilíbrio hormonal que pode estar impedindo a produção de espermatozoides. Seu especialista irá prescrever um regime hormonal oral ou injetável. Os casos que envolvem desequilíbrio hormonal têm uma alta taxa de recuperação e, muitas vezes, é possível uma gravidez natural.
    A azoospermia não obstrutiva pode estar relacionada a um desequilíbrio hormonal
    A azoospermia não obstrutiva pode estar relacionada a um desequilíbrio hormonal e ser tratada com hormônios orais ou injetáveis.
  4. 4
    Pergunte ao seu especialista se eles recomendam a varicocelectomia. Varicoceles, ou veias aumentadas no escroto, podem causar azoospermia não obstrutiva. Pergunte ao seu urologista se eles recomendam a varicocelectomia, um procedimento que pode reparar as veias problemáticas.
    • A contagem de espermatozoides aumenta em cerca de 40% dos homens que se submetem à varicocelectomia.
  5. 5
    Pergunte se a recuperação do esperma é sua melhor opção. Você ainda pode tentar a recuperação do esperma se os tratamentos cirúrgicos ou hormonais não forem bem-sucedidos ou não forem uma opção. Antes da recuperação, você tomará hormônios para ajudar seu corpo a produzir espermatozoides mais viáveis. Após alguns meses, seu especialista em fertilidade extrairá esperma dos testículos para usar na fertilização in vitro.

Método 3 de 3: encontrar um urologista

  1. 1
    Obtenha uma referência do seu médico ou seguradora. O boca a boca é uma ótima maneira de localizar um bom médico ou especialista. Peça ao seu médico de atenção primária para encaminhá-lo a um urologista de boa reputação em sua área. Você também pode ligar para sua seguradora e pedir que forneçam uma lista de urologistas locais em sua rede.
    • Embora possa ser um assunto delicado, você também pode pedir a amigos ou familiares que recomendem um urologista.
  2. 2
    Use uma ferramenta de pesquisa de associação urológica. Os conselhos e associações urológicas nacionais geralmente oferecem ferramentas de pesquisa convenientes que podem ajudá-lo a localizar um urologista em sua área. Por exemplo, você pode visitar a página "Encontre um Urologista" no site da European Urological Association. A ferramenta de busca permite que você insira seu CEP e filtre os resultados por distância e especialidade.
    • No menu suspenso de especialidades, você selecionaria "fertilidade" para encontrar um urologista local apropriado.
  3. 3
    Procure um urologista com experiência em infertilidade e microcirurgia. Pesquise os sites de consultórios particulares de urologistas em potencial ou procure suas listagens nos hospitais ou instituições médicas onde eles atuam. Tente rastrear urologistas especializados em infertilidade masculina e que realizam procedimentos microcirúrgicos rotineiramente.
    • Você também pode ligar para seu consultório particular ou instituição médica e perguntar sobre sua experiência. Pergunte: "Quantas microcirurgias este urologista realiza por ano? Ele tem experiência no tratamento de azoospermia e outros problemas de infertilidade?"
    Ambos os tipos de azoospermia podem ser facilmente tratáveis
    Ambos os tipos de azoospermia podem ser facilmente tratáveis, mas as opções de tratamento variam amplamente: Azoospermia obstrutiva, na qual há um bloqueio no trato reprodutivo, pode ser tratada cirurgicamente.
  4. 4
    Verifique sua experiência e credenciais. Insira urologistas em potencial em um mecanismo de busca para encontrar relatórios e avaliações de pacientes. Você também pode entrar em contato com o melhor escritório de negócios local ou câmara de comércio para descobrir se eles têm um histórico de práticas comerciais ruins.
    • As resenhas online nem sempre são objetivas e confiáveis, então aceite-as com cautela.
  5. 5
    Avalie seus estilos de comunicação. Definitivamente, você vai querer ter uma ideia das maneiras de um médico ao lado do leito antes de se inscrever para o tratamento de longo prazo. Ligue para o consultório de um urologista em potencial e pergunte se você pode falar com o médico. Escolha alguém que reserve um tempo para falar com você sobre sua condição, se comunique com clareza e não tente apressá-lo ou dispensá-lo.
    • Avaliar o comportamento de qualquer médico ao lado do leito é essencial, especialmente ao escolher um especialista para tratar um problema potencialmente sensível como a infertilidade.
Isenção de responsabilidade médica O conteúdo deste artigo não pretende ser um substituto para aconselhamento, exame, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Deve sempre contactar o seu médico ou outro profissional de saúde qualificado antes de iniciar, alterar ou interromper qualquer tipo de tratamento de saúde.
Artigos relacionados
  1. Como usar o Duroil?
  2. Como cuidar de suas mãos (homens)?
  3. Como tratar o hipertireoidismo em homens?
  4. Como obter alívio da próstata com Saw Palmetto?
  5. Como obter o máximo de benefícios do treinamento de fitness?
  6. Como aumentar o volume do esperma?
FacebookTwitterInstagramPinterestLinkedInGoogle+YoutubeRedditDribbbleBehanceGithubCodePenWhatsappEmail