Como melhorar sua saúde lendo os rótulos?

Compare o número de porções com gordura total
Compare o número de porções com gordura total, calorias de gordura, gordura trans, gordura saturada, colesterol, sódio, carboidrato total, fibra alimentar, açúcar, proteína e a lista de vitaminas e minerais variados.

Você precisa saber o que se passa em seu corpo, mas qual método é a melhor maneira de saber de cima para baixo? Você sabe que isso é importante. Enquanto você estiver comendo comida, você precisa saber qual deles carrega nada vazio e qual fornece nutrientes. Depois, há toxinas que são muito insidiosas e podem ser difíceis de descobrir.

Passos

  1. 1
    Encontre seu item no megamercado local, online ou em uma mercearia geral.
  2. 2
    Leia toda a etiqueta, especialmente as letras pequenas, mas nunca acredite no que lê na frente e na lateral da etiqueta. Desconfie da maneira como eles escrevem anúncios. As pessoas podem literalmente hipnotizar você com a palavra escrita.
  3. 3
    Procure primeiro o número de porções por embalagem. Você não quer comer a embalagem inteira, que parece um lanche único, quando a embalagem contém 2 ou 3 porções.
    Ou gordura monoinsaturada muito maior do que a gordura saturada
    Procure uma proporção muito baixa de gordura saturada e gordura total, ou gordura monoinsaturada muito maior do que a gordura saturada.
  4. 4
    Compare o número de porções com gordura total, calorias da gordura, gordura trans, gordura saturada, colesterol, sódio, carboidrato total, fibra alimentar, açúcar, proteína e a lista de vitaminas e minerais variados. Para uma alimentação saudável, elimine rapidamente os produtos que contenham muita gordura saturada, qualquer gordura trans, muito colesterol ou muito sódio.
    • Gordura: Não há limite seguro de gordura trans, portanto, se qualquer quantidade estiver listada, o produto não é saudável. A gordura saturada é ruim, a gordura poliinsaturada é neutra e a gordura monoinsaturada é boa. Procure uma proporção muito baixa de gordura saturada para total, ou gordura monoinsaturada muito maior do que a gordura saturada. Além disso, observe a caloria da gordura em relação à caloria total. Se a gordura é responsável por mais de 30% das calorias totais, isso é muito; menos de 15% é bom. O exemplo mostrado acima tem gordura saturada para gordura total de cerca de 1: 4, e gordura monoinsaturada é mais do que gordura saturada, então pode ser considerada uma escolha saudável por causa disso. A gordura é responsável por 537,4 de um total de 2059,6 calorias, ou 26%, o que é ok.
    • Colesterol: vem apenas de produtos de origem animal e está relacionado ao aumento do risco cardíaco. Tal como acontece com a gordura saturada e trans, você deve limitar esta ingestão tanto quanto possível.
    • Sódio: mais comumente vem do sal de cozinha (cloreto de sódio), mas também pode vir de outros aditivos, como glutamato monossódico (MSG) ou bicarbonato de sódio (bicarbonato de sódio). A alta ingestão de sódio está associada à hipertensão e a uma miríade de outros problemas de saúde graves, portanto, limite isso ao máximo. Como regra geral, qualquer produto que contenha mais de 1 mg de sódio por caloria é demais. O exemplo acima tem 2975 mg de Na por 2059,6 Cal, o que é muito.
    • Carboidratos: não há limites inferiores ou superiores rígidos para os carboidratos totais, mas dois componentes merecem menção.
      • Fibra dietética, que vem somente de plantas e é essencial para uma boa saúde. Quanto mais, melhor, mas procure pelo menos 25 g para mulheres e 38 g para homens.
      • O açúcar é freqüentemente um aditivo e deve ser limitado. Correlacione isso lendo a lista de ingredientes (veja abaixo) para "açúcar", "xarope de milho com alto teor de frutose" ou qualquer uma das muitas formas (veja aqui).
    • Proteína: é essencial e a maioria precisa de 46-56 g por dia. O Instituto de Medicina recomenda 10-35% das calorias de proteínas. Saiba que a gordura tem 9 calorias / grama, enquanto os carboidratos e as proteínas têm 4 calorias / grama. O exemplo acima tem 83,3 g de proteína ou 333,2 Cal, que é 16% do total de calorias, portanto, atende ao padrão.
    • Vitaminas e Minerais: são micronutrientes essenciais, portanto, procure ter cerca de 100% das necessidades diárias.
  5. 5
    Leia a lista de ingredientes. Essa costuma ser a parte mais complicada de todo o rótulo, pois os fabricantes disfarçam os ingredientes com nomes desconhecidos. Qualquer coisa chamada "glutamato" ou "hidrolisado" é algo como MSG. Volte para a referência ao artigo do anúncio. Quanto menos itens listados, melhor. O produto ideal tem apenas um item listado, como " Aveia integral em flocos ". Qualquer coisa com mais de um ingrediente contém aditivos. Os alimentos mais altamente processados (leia-se não saudáveis) têm listas de ingredientes mais longas.
  6. 6
    Comece com passos de bebê. Não se sente e tente ler cada pequeno item e pense que você irá absorvê-lo. Comece com alimentos comuns. Faça listas até se acostumar com o que está vendo. Pesquise na Web diferentes itens para encontrar nomes diferentes para eles.
  7. 7
    Em primeiro lugar, olhe apenas para os primeiros três ingredientes listados. Não se preocupe com o resto. Os ingredientes são listados por ordem de quantidade nos alimentos. Por exemplo, se água, açúcar e soja são os primeiros ingredientes, isso significa que esses ingredientes são a primeira, a segunda e a terceira maiores quantidades que existem no produto. Da mesma forma, se um produto for anunciado como contendo grãos inteiros, mas o primeiro item listado for "farinha enriquecida", fique tranquilo, pois os grãos inteiros não representam grande parte do produto.
    • O que você encontrar pode surpreendê-lo. Você pode pensar que um produto cárneo é feito principalmente de carne, apenas para descobrir que o ingrediente principal é um grão.
    • Muitas pessoas desfrutam de melhor saúde ao reduzir o papel da carne em sua dieta. Você pode experimentar comer menos alimentos à base de carne. A carne é uma proteína animal, mas não contém fibras. A carne animal é rica em gordura, colesterol e proteína e não contém fibra dietética e contém poucos micronutrientes.
  8. 8
    Tenha algumas idéias sobre por onde começar. Algumas palavras / termos que podem ajudá-lo a determinar se é um conservante ou algum outro aditivo.
    • Procure vários tipos de fosfatos nos alimentos. Veja quais são os resultados. Se você tiver sensibilidade a ele, notará sintomas correspondentes. Um desses aditivos é o fosfato de sódio.
    • Glutemato monossódico (MSG). Isso é muito comum, assim como as alergias ou intolerância a ela. Pesquise os vários sintomas ou reações que outras pessoas tiveram e compare-os com os seus sintomas.
    • Xarope de milho com alto teor de frutose - Você ficaria surpreso com a quantidade de alimentos que contêm esse ingrediente que não precisam dele. Existem, em média, 4.500 produtos em um mega-mercado médio. 0,33 deles contêm xarope de milho com alto teor de frutose. Faça pesquisas sobre esse aditivo e não deixe os comerciais pensarem por você. Remova-o de sua dieta e veja como você se sente. Existem alternativas naturais para isso, se um adoçante for necessário. Muitos estudos relacionam o xarope de milho com alto teor de frutose, o diabetes tipo II e a obesidade. Substitua por néctar de agave.
    • EDTA - usado para maionese e curativos. EDTA é um químico quelante usado na indústria para remover metais pesados de nossos sistemas.
Se você realmente deseja melhorar sua saúde
Se você realmente deseja melhorar sua saúde, escolha alimentos não embalados, como frutas e vegetais frescos, que não vêm com rótulos.

Pontas

  • Se você tiver um dispositivo inteligente, use a caixa de digitalização para verificar os aplicativos nutricionais vinculados ao produto. Um realmente útil é Fooducate. Existem também aplicativos de condicionamento físico que fornecem informações sobre sua alimentação, mas provavelmente estarão mais preocupados com a saúde nutricional do que com o produto com que a comida é feita.
  • Para evitar os vários itens que você aprenderá, comece a comer de forma mais natural e orgânica. (Orgânico é suposto ser muito melhor do que natural). Alimentos que são tidos como naturais muitas vezes ainda contêm ingredientes indesejáveis.
  • As leis que se qualificam como orgânicas não são tão específicas como somos levados a crer.
  • As galinhas ao ar livre só precisam ter uma porta aberta em algum lugar do galinheiro, mas elas não saem pela porta. Eles não sabem para que serve uma porta.
  • A carne orgânica deve ser 100% alimentada com capim. Assim, os fabricantes inventam nomes não regulamentados.
  • O suco infantil vem em "sem açúcar" (ou assim eles afirmam), "__% menos açúcar do que __ marca", ou algo como "__% cerca de suco de fruta" - então, na verdade, quanto suco nutritivo real é retido o contêiner? Muitas vezes, a frase "__% menos açúcar" significa "__% menos açúcar" do que costumava ter, não que seja de alguma forma saudável.
  • Não olhe apenas para os rótulos, mas também para o custo. Se você comprar para seu filho uma caixa de farelo de passas, você deveria comprar para ela a versão de marca (porque é confiável em nutrientes) ou a de marca própria com ingredientes semelhantes (porque é cerca de 2,20€ mais barato)? No entanto, leia atentamente os ingredientes e observe a diferença entre os dois. Por exemplo, verifique as várias versões de Rice Krispies.
    O exemplo mostrado acima tem gordura saturada para gordura total de cerca de 1
    O exemplo mostrado acima tem gordura saturada para gordura total de cerca de 1: 4, e gordura monoinsaturada é mais que gordura saturada, então pode ser considerada uma escolha saudável por causa disso.
  • O ácido láctico vem do leite. Não é um aditivo. Os humanos são a única espécie do planeta que bebe fluidos corporais de outras espécies. As vacas são inoculadas, alimentadas com grãos, inseminadas artificialmente e mantidas grávidas para que produzam 5 vezes a quantidade normal de leite por 4 anos, depois são abatidas 16 anos antes. O leite não é próprio para consumo humano. O leite é carne líquida.
  • Se você tem filhos, observe seus alimentos. A menos que digam que são orgânicos, você pode não gostar do que vê.
  • Se você realmente deseja melhorar sua saúde, escolha alimentos não embalados, como frutas e vegetais frescos, que não vêm com rótulos.
  • Faça o possível para ficar longe de itens que contenham aspartame ou açúcares artificiais. Embora esses substitutos sejam ótimos para manter o peso baixo, estudos mostraram que também causam câncer.

Avisos

  • Não pense como se estivesse lendo um livro. Você não precisa se lembrar de tudo ou memorizar coisas. Existem muitas referências e gráficos para ajudá-lo.
Isenção de responsabilidade médica O conteúdo deste artigo não pretende ser um substituto para aconselhamento, exame, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Deve sempre contactar o seu médico ou outro profissional de saúde qualificado antes de iniciar, alterar ou interromper qualquer tipo de tratamento de saúde.
Artigos relacionados
  1. Como se livrar dos alforjes?
  2. Como substituir o café por alternativas mais saudáveis?
  3. Como tratar um transtorno alimentar?
  4. Como parar os desejos por doces?
  5. Como manter um físico magro?
  6. Como incentivar as crianças a comer vegetais?
FacebookTwitterInstagramPinterestLinkedInGoogle+YoutubeRedditDribbbleBehanceGithubCodePenWhatsappEmail