Este site usa cookies para analisar o tráfego e para personalização de anúncios. Ao continuar a navegar neste site, você indica que aceita o uso de cookies. Para mais informações visite nossa Política de Privacidade.

Como reparar as veias danificadas?

Agravando as veias varicosas
O calor pode causar aumento do fluxo sanguíneo nos vasos sanguíneos, agravando as veias varicosas e outros problemas das veias.

Existem várias maneiras de reparar as veias danificadas, desde tratamentos caseiros a procedimentos médicos. Condições leves, como veias varicosas, podem ser melhoradas com pequenas medidas, como usar meias de compressão e elevar os pés. Para danos mais intensos, pergunte ao seu médico sobre medicamentos, procedimentos não invasivos e cirurgias para reparar suas veias.

Parte 1 de 3: aplicação de tratamentos imediatos

  1. 1
    Use meias de compressão para reduzir o inchaço nas pernas. As veias varicosas e a insuficiência venosa podem fazer com que o fluxo sanguíneo nas veias das pernas diminua, o que resulta em inchaço. As meias de compressão podem estimular o fluxo sanguíneo, melhorando a circulação e reduzindo o inchaço. Use meias de compressão até ver uma melhora significativa nas pernas ou conforme recomendado pelo seu médico.
    • Compre meias de compressão em lojas de suprimentos médicos ou online.
    • Certifique-se de remover suas meias de compressão no final de cada dia para lavá-las e secá-las antes de usá-las novamente.

    Aviso: Se você tiver fluxo sanguíneo insuficiente nas pernas, consulte seu médico antes de usar meias de compressão. Além disso, verifique com seu médico para descobrir o quão apertadas suas meias de compressão podem ser. Essas meias podem diminuir o fluxo sanguíneo, por isso é importante seguir os conselhos do seu médico para usá-las com segurança.

  2. 2
    Eleve as pernas acima do coração ao sentar ou deitar em casa. Elevar as pernas acima do coração reduzirá a dor e a pressão nas pernas devido a problemas nas veias. Procure manter os pés a pelo menos 15 centímetros (15 cm) acima do coração. Use travesseiros para apoiar as pernas, se necessário.
    • Faça isso sempre que puder, em casa ou em outros locais descontraídos, como a praia.
  3. 3
    Mantenha as pernas frias para evitar o agravamento dos sintomas. O calor pode causar aumento do fluxo sanguíneo nos vasos sanguíneos, agravando as veias varicosas e outros problemas das veias. Evite chuveiros e banhos muito quentes, sentar perto de uma fogueira ou aquecedor, ou usar um pacote de calor. Se sentir as pernas quentes, inchadas ou doendo, aplique uma compressa fria conforme necessário para deixá-las mais confortáveis.
    Consulte seu médico antes de usar meias de compressão
    Aviso: Se você tiver um fluxo sanguíneo insuficiente nas pernas, consulte seu médico antes de usar meias de compressão.
  4. 4
    Contacte o seu médico se notar sinais de lesões graves nas veias. Alguns problemas das veias parecem menores, mas podem evoluir para um problema maior. Embora problemas mais leves, como veias varicosas, por exemplo, às vezes sejam apenas um problema estético, eles também podem indicar uma condição séria como trombose venosa profunda. Consulte o seu médico o mais rápido possível se notar:
    • Inchaço nas pernas, especialmente se uma estiver mais inchada do que a outra
    • Dor intensa na panturrilha
    • Descoloração da pele
    • Feridas abertas
    • Pele seca e fina

Parte 2 de 3: procurando soluções de longo prazo

  1. 1
    Fale com o seu médico sobre a ingestão de extrato de semente de castanha da Índia. Estudos demonstraram que tomar o extrato de semente de castanha da Índia por via oral pode reduzir os sintomas de problemas nas veias, como insuficiência venosa, após 2-16 semanas. Pergunte ao seu médico se é seguro tomar este suplemento. Siga a dose prescrita e contacte o seu médico se sentir quaisquer efeitos secundários, como problemas gastrointestinais ou tonturas.
    • Compre extrato de semente de castanha da Índia em farmácias, lojas de produtos naturais ou online.
  2. 2
    Pergunte ao seu médico sobre como tomar medicamentos para tratar veias danificadas. Os medicamentos vasodilatadores podem aumentar o fluxo sanguíneo através dos vasos, melhorando a circulação. Pergunte ao seu médico se pode tomar algum destes medicamentos como parte de um plano de tratamento para reparação das veias. Uma combinação de terapia de compressão e medicamentos geralmente se mostra eficaz.
    • A nitroglicerina e o alprostadil são vasodilatadores de prescrição populares.
    • Sempre tome esses medicamentos exatamente como são prescritos.
  3. 3
    Pergunte ao seu médico sobre escleroterapia para tratar pequenas varizes. A escleroterapia envolve a inserção de uma pequena agulha nas veias varicosas para injetá-las com substâncias como glicerina ou solução salina hipertônica. Isso colapsará as veias varicosas, reduzindo sua aparência física e também o desconforto por elas causado. Converse com seu médico sobre este tratamento para ver se é adequado para você.
    • Os resultados geralmente podem ser observados 3-6 semanas após o tratamento.
    • O seu médico geralmente marcará uma consulta de acompanhamento cerca de um mês após o procedimento de escleroterapia para ver se outra sessão é necessária.
    • Em alguns casos, as veias varicosas podem retornar após este tratamento.
    Existem várias maneiras de reparar as veias danificadas
    Existem várias maneiras de reparar as veias danificadas, desde tratamentos caseiros a procedimentos médicos.
  4. 4
    Converse com seu médico sobre a ablação térmica para fechar as veias problemáticas. A ablação térmica endovenosa é um procedimento que usa um laser ou ondas de rádio de alta frequência para atingir as veias danificadas. O calor emitido desliga a veia do resto do sistema circulatório sem colapsá-la. Converse com seu médico sobre este procedimento se desejar uma opção de tratamento de longo prazo com o mínimo de dor ou tempo de cura.
    • Este tratamento mantém as veias fechadas no lugar, resultando em poucos hematomas ou sangramento.
  5. 5
    Discuta suas opções cirúrgicas se tudo mais falhar. A maioria dos pacientes com problemas nas veias não precisa de cirurgia para repará-los, mas a opção ainda existe. Se suas veias estiverem gravemente danificadas, pergunte ao seu médico se a cirurgia pode ser adequada para você. Seu médico pode sugerir:
    • Ligadura e remoção, onde um cirurgião vascular corta e amarra suas veias problemáticas ou as remove.
    • Flebectomia por microincisão, em que o cirurgião faz pequenas incisões ou punções em suas veias e remove as que apresentam problemas com um gancho de flebectomia.
    • Veia bypass, onde um pedaço de veia saudável é transplantado para redirecionar o fluxo sanguíneo ao redor de uma veia danificada.

Parte 3 de 3: prevenção de danos às veias

  1. 1
    Faça exercícios que trabalhem a parte inferior do corpo regularmente. Praticar exercícios regularmente pode aumentar a força de suas pernas e veias e melhorar sua circulação. Os exercícios que se concentram nas pernas, como caminhar ou correr, são especialmente benéficos para ajudar a prevenir o desenvolvimento de veias varicosas ou vasinhos. Procure fazer 30 minutos ou mais de exercícios todos os dias, ou pelo menos 150 minutos de atividade aeróbica por semana.
    • Outras formas de exercício, como ciclismo, natação, patins e pular corda, também podem beneficiar a saúde das veias.
  2. 2
    Evite sentar ou ficar parado por mais de 30 minutos. Ficar imóvel por longos períodos de tempo faz com que suas veias trabalhem mais para bombear o sangue para o coração, o que pode resultar em veias dilatadas. Faça o seu melhor para se manter o mais ativo possível ao longo do dia. Se você for forçado a permanecer no mesmo lugar por longos períodos de tempo, faça uma curta caminhada ou mova as pernas pelo menos uma vez a cada 30 minutos para manter a circulação sanguínea adequada em seu corpo.
    • Se você estiver viajando ou assistindo a um show, por exemplo, levante-se para esticar as pernas a cada 30 minutos ou mude a posição sentada ou em pé com frequência.
    A insuficiência venosa podem fazer com que o fluxo sanguíneo nas veias das pernas diminua
    As veias varicosas e a insuficiência venosa podem fazer com que o fluxo sanguíneo nas veias das pernas diminua, o que resulta em inchaço.
  3. 3
    Evite o uso de drogas intravenosas recreativas. O uso de drogas intravenosas fora de um tratamento médico prescrito é extremamente perigoso e imprudente. Pode causar trombose e colapso das veias, além de outros riscos à saúde, como infecção. Evite o uso de drogas intravenosas ou procure ajuda para o seu vício se já estiver usando.
    • Injetar drogas nas veias dos pés, virilha ou pescoço é especialmente perigoso e pode causar o rompimento das veias, sangramento excessivo, abcessos, danos nos nervos ou derrame.
    • Certifique-se de evitar o uso de veias colapsadas.
    • Para obter uma lista dos serviços de tratamento em seu estado, visite https://drugabuse.com/drug-abuse-programs/.
  4. 4
    Sempre use agulhas novas e afiadas se você injetar drogas. Se você está injetando drogas, nunca reutilize uma agulha. Além de aumentar o risco de infecção, uma agulha que ficou cega após várias utilizações tem maior probabilidade de causar trauma em sua veia. Use uma agulha nova e estéril para cada injeção.
    • Descarte sua agulha com segurança após usá-la para evitar ferir outras pessoas.

Avisos

  • A escleroterapia, a termoablação endovenosa e a cirurgia podem deixar cicatrizes ou descolorir a pele.
  • A gravidez aumenta a probabilidade de ter problemas nas veias.
  • Lesões ou cirurgias anteriores nas pernas podem aumentar o risco de problemas nas veias.

Perguntas e respostas

  • Quanto tempo leva para as veias cicatrizarem após a cirurgia vascular?
    O tempo de cura dependerá do tipo de cirurgia vascular que você fizer. Por exemplo, um procedimento como a escleroterapia normalmente tem um tempo de recuperação mais curto do que um procedimento como a remoção venosa. No entanto, é importante que você siga as instruções de recuperação do seu cirurgião e permita a recuperação pelo tempo que eles especificarem. Converse com seu médico sobre suas opções cirúrgicas e quanto tempo de inatividade você experimentará após cada procedimento.

Isenção de responsabilidade médica O conteúdo deste artigo não pretende ser um substituto para aconselhamento, exame, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Deve sempre contactar o seu médico ou outro profissional de saúde qualificado antes de iniciar, alterar ou interromper qualquer tipo de tratamento de saúde.
Artigos relacionados
  1. Como reconhecer os sintomas da doença falciforme (DF)?
  2. Como evitar a trombose venosa profunda (TVP)?
  3. Como tratar a anemia?
  4. Como prevenir a anemia?
  5. Como diagnosticar a anemia de Fanconi?
  6. Como doar sangue?
FacebookTwitterInstagramPinterestLinkedInGoogle+YoutubeRedditDribbbleBehanceGithubCodePenWhatsappEmail